• <Home
Masthead Light

Histórias de sucesso

Veja os resultados de iniciativas educacionais no mundo todo

A Intel® Education Solutions suporta aos ambientes de aprendizagem do século 21, fornecendo um importante alicerce a partir do qual educadores, governos e comunidades podem usar o potencial da tecnologia para transformar a educação e promover o avanço dos alunos. Clique nos links abaixo para saber mais sobre o sucesso da Intel® Education Solutions e para acessar os destaques das iniciativas conduzidas no mundo todo.

Resumo dos resultados dos estudos de casos
País Conquista do
aluno
Inclusão
digital
Desenvolvimento
econômico
de curto prazo
Taxas de
graduação
Portugal X X X  
Malásia   X X  
Arizona, EUA X X   X
Suécia X      
Texas, EUA X X  


DESAFIO:
Diminuir o abismo digital, criar infraestrutura de TIC e de informação nas escolas, melhorar os níveis de aprendizagem


SOLUÇÃO:
Fornecer classmate PCs Intel® para que todos os alunos tenham acesso à tecnologia, oferecer desenvolvimento profissional para os professores para que eles usem a tecnologia com eficiência, construir fábricas locais de PCs e criar empregos

 

O desempenho de Portugal tem sido historicamente o pior nas pesquisas europeias sobre educação e tinha uma distinta divisão econômica na população daquele país. Em 2008, o governo criou a Iniciativa Magellan, um plano tecnológico nacional para “consolidar o papel da TIC (Tecnologia da informação e comunicação) como habilidade básica para a aprendizagem e o ensino nesta nova era”.

O objetivo da iniciativa era promover a alfabetização digital e aumentar a mobilidade social de alunos e de seus pais. Ela se concentrou nas crianças que estavam nos estágios iniciais de aprendizagem, com a esperança de criar uma geração de cidadão alfabetizados em tecnologia.

O governo português desenvolveu um abrangente programa que incluía o desenvolvimento profissional dos profissionais, tecnologia, infraestrutura e serviços adicionais para estudantes carentes. O desenvolvimento profissional para os professores os tem ajudado a integrar a tecnologia nos seus planos de aula e a melhorar suas habilidades didáticas em linguagem e matemática.

O programa tornou a compra de seu primeiro PC economicamente acessível para milhares de famílias. 600.000 alunos de escolas primárias receberam classmate PCs Intel® com software educativo para ajudá-los a desenvolver as habilidades do século 21, como alfabetização digital. Esta iniciativa forneceu Internet de banda larga a escolas e famílias que não tinham essa facilidade e elas puderam entrar na era digital. Foi fornecido suporte adicional para alunos carentes, sob a forma de livros, refeições, ensino de inglês e outras atividades extracurriculares.

Os resultados em progresso dos alunos tem sido impressionante. As notas no PISA (Program for International Student Assessment - Programa para avaliação de estudantes internacionais) em leitura, ciências e matemática melhoraram em até 20 pontos entre 2006 e 2009, com o maior crescimento entre os alunos de desempenho originalmente mais baixo. De acordo com a OECD (Organisation for Economic Co-operation and Development - Organização para o desenvolvimento e cooperação econômica) “Os resultados do PISA 2009 demonstram que Portugal está fazendo progresso na direção dos objetivos definidos pelos autores da reforma”.

Além disso, o programa teve impactos econômicos de curto prazo. O governo trabalhou com a Intel para desenvolver um ecossistema local para a fabricação dos classmate PCs Intel e para o fornecimento de conteúdo educacional local, com suporte e serviços. O ecossistema relacionado ao projeto Magellan Initiative criou 1.500 empregos em Portugal, com um impacto total na economia do país estimado em EUR 2,3 bilhões (US$ 2,9 bilhões).

Com a sua abordagem ampla à transformação da educação, o governo de Portugal, trabalhando em conjunto com a Intel, obteve resultados sólidos na conquistas de estudantes e estimulou o desenvolvimento da economia.

 

Voltar para o topo >


DESAFIO:
Melhorar o desempenho educacional, criar a inclusão digitais e dar suporte ao desenvolvimento econômico


SOLUÇÃO:
Implementar a aprendizagem digital 1 a 1, fornecer desenvolvimento profissional aos professores, criar infraestrutura local para a produção de PCs e de conteúdo educacional

 


Terengganu é um estado da Malásia com mais de 1 milhão de cidadãos. O governo reconheceu a importância da economia baseada em conhecimento para o seu sucesso de longo prazo e, em 2009, lançou o Projek Buku Elektronik para aumentar o acesso e a alfabetização digital entre os estudantes e suas famílias. O objetivo era reduzir o abismo digital entre as áreas urbana e rural e entre as famílias de alta e baixa renda.
 
Como parte de uma iniciativa nacional, os professores de cada escola participaram do programa de desenvolvimento profissional Intel® Teach para aprender como integrar eficientemente a tecnologia no ensino e para desenvolver as habilidades do século 21 em seus alunos.
 
Os alunos do 4º, 5º e 6º anos receberam Intel® classmate PCs que eles podiam levar para casa para uso pela família toda, dando às famílias de baixa renda igual acesso à tecnologia. Os computadores têm livros texto digitais, software de preparação de testes, recursos da Intel® Education e outros conteúdos, incluindo o Corão e outros recursos religiosos e um dicionário. As salas de aula foram equipadas com quadros brancos eletrônicos, conectividade à Internet, pontos de acesso Wi-Fi, uma estação de trabalho para o professor e tomadas elétricas suficientes para as crianças fazerem a carga de seus computadores durante as aulas.
 
O governo de Terengganu também colaborou com a Intel e com uma empresa fabricante estatal para abrir uma fábrica para a montagem de PCs e para desenvolvimento de software. A fábrica poderá fornecerá 10.000 PCs Intel classmate por mês, e já criou centenas de empregos locais de alta tecnologia e treinamento.
 
Como resultado do programa, um número recorde de 15,4 por cento dos alunos receberam nota A. O Projek Buku Elektronik aumentou a alfabetização digital entre os alunos mais jovens e diminuiu o abismo digital por levar a tecnologia para dentro das residências dos alunos rurais e dos alunos de baixa renda. E como um outro incentivo à economia local, a iniciativa criou 500 empregos em TIC e 300 empregos no setor público.

 

Voltar para o topo >

DESAFIO: Aumentar a taxa de graduação escolar e melhorar
a preparação para a faculdade


SOLUÇÃO:
Um plano abrangente que inclui o fornecimento de laptops aos alunos que atenderem os objetivos de presença mínima, boas notas, participação em atividades e atitude favorável e que se enquadrem nos planos de graduação locais, de intervenção, de conselheiros e de monitoramento de presença

 

O distrito escolar Sunnyside Independent no Arizona (EUA), atende uma comunidade em que 83 da população é de baixa renda e cujas escolas tem sido chamadas de "fábricas de desistentes dos estudos" pela Universidade Johns Hopkins. O distrito aceitou o desafio de aumentar a sua taxa de graduação escolar e de melhorar a preparação dos alunos para a faculdade.

 

O distrito Sunnyside lançou o Projeto Graduação: A Vantagem Digital, um esforço de múltiplas fases baseado em pesquisa e destinado a evitar a evasão escolar e aumentar as taxas de graduação. Ele tem seis componentes:

  • Plano de graduação: Criar um plano de graduação para cada aluno, desenvolvido por todos os interessados.
  • Recuperação de créditos: Aumentar o número de alunos prestes a se graduarem e o número de promoções para graduação por meio de cursos de recuperação de créditos.
  • Intervenção com os calouros: Identificar as necessidades e os desafios dos calouros antes do ano letivo e por todo o primeiro ano desses calouros para garantir o sucesso acadêmico.
  • Aconselhamento: Conectar todos os alunos à escola e desenvolver oportunidades para o apoio de adultos ao seu desenvolvimento acadêmico e à sua presença às aulas.
  • Monitoramento de presença: Aumentar a taxa de presença diária e diminuir o número de falta às aulas para os calouros. Criar uma cultura que conecta presença à conquista acadêmica.
  • A Vantagem Digital: Premiar com computadores os calouros que atingirem os objetivos nas quatro categorias até o final do primeiro semestre: Desempenho acadêmico, presença, atividades e atitude.

 

O distrito Sunnyside usou os recursos de uma subvenção da Universidade do Estado do Arizona e do programa Intel® Teach para melhorar o treinamento de professores na integração da tecnologia no design instrucional. Ele contratou especialistas em tecnologia instrucional e designou um professor em cada escola para sair da sala de aula e receber um treinamento profissional especial sobre o uso eficaz da tecnologia. Estes professores treinados treinaram os outros.

 

O Projeto Graduação tem alcançado um grande sucesso, aumentando o número de graduados de 505 para 873 em cinco anos e também melhorando a preparação para a faculdade. Entre 2008 e 2010, o número de alunos admitidos na Universidade do Arizona aumentou de 80 para 140. O programa tem sido tão bem sucedido para os alunos do Sunnyside e tem atraído tanta atenção nacional que o distrito está oferecendo materiais do Projeto Graduação a outros distritos para que eles possam também alcançar o mesmo sucesso.

 

Voltar para o topo >


DESAFIO:
Melhorar as habilidades de leitura e escrita no começo da vida escolar para melhorar o desempenho
em todas as disciplinas


SOLUÇÃO:
Integrar os Intel® classmate PCs ao conteúdo de aulas digitais de leitura e escrita e fornecer desenvolvimento profissional para os professores

 


Ale, um município no oeste da Suécia, decidiu usar tecnologia em suas escolas para atender objetivos de curto prazo e de longo prazo. No curto prazo, ela se concentrou em melhorar as habilidades de leitura e escrita dos alunos mais jovens, pois pesquisas mostraram que estas habilidades aumentam o desempenho em todas as outras disciplinas e criam uma atitude de sucesso que influencia toda a carreira escolar do aluno. No longo prazo, o objetivo do município de Ale é aumentar o número de alunos que se graduam na escola secundária. Pesquisas mostraram que os alunos que abandonam a escola têm vidas muito menos progressistas e opulentas e se tornam uma carga financeira para a sociedade.

Ale se concentrou em ajudar os alunos do segundo ano a "decifrar" o código de leitura. Para implementar esta técnica de "aprenda sozinho a escrever para aprender a ler", Ale deu Intel® classmate PCs as seus alunos mais jovens.

O município forneceu aos professores treinamento profissional sobre a integração da tecnologia em suas aulas, usando o programa Intel® Teach e deu a eles um abundante conteúdo digital de aulas. Todas as salas de aula foram equipadas com Wi-Fi.

A cidade de Ale tem sido altamente bem-sucedida em atender seus objetivos de curto prazo. No biênio 2010-2011, as notas dos alunos de terceiro ano em artes e linguagem melhoraram em 20 por cento e as notas de matemática melhoraram em 17 por cento. As escolas descobriram também que o uso da tecnologia ajuda na concentração dos alunos mais ativos (especialmente os meninos), acalma a sala de aula e dá às crianças com deficiências um ambiente onde o jogo é mais equilibrado.

No longo prazo, a cidade de Ale acredita que um sucesso maior nos primeiros anos escolares vai gerar um resultado ainda melhor nos anos futuros, tanto para os alunos como para a sociedade. Pesquisas mostram que cada aluno que abandona o curso médio custa à sociedade cerca de US$ 1,4 milhão em previdência social, escola para adultos, polícia e atritos com a lei e em outros custos de assistência. Ale estima que, se ela conseguir fazer com que cinco alunos a mais se formem no nível médio a cada ano, ela recuperará o seu investimento em tecnologia e aumentará o nível de autoestima, de conhecimento e de habilidades dos indivíduos que ela tiver treinado.

Embora ainda nos estágios iniciais de seu programa de longo alcance, a cidade de Ale acredita que sua estratégia de criar uma base sólida de leitura e escrita para os alunos jovens terá repercussões positivas ao longo da carreira escolar do aluno e da sua vida, e repercussões positivas para a sociedade.

 

Voltar para o topo >


DESAFIO:
Adotar a tecnologia para envolver mais os alunos


SOLUÇÃO:
Fornecer PCs para alunos de escolas secundárias, fornecer infraestrutura
e suporte técnico para escolas, fornecer desenvolvimento profissional e comunidades de aprendizagem para os professores

 

 


O distrito escolar independente de Klein, próximo de Houston, Texas (EUA), decidiu integrar agressivamente a tecnologia em suas salas de aula para envolver mais os alunos e para adotar a abordagem de aprendizagem do século 21.

Em 2004 o distrito de Klein lançou a Technology Baseline Standard Initiative (Iniciativa padrão de linha de base da tecnologia), que tem por objetivo garantir que todos os alunos tenham pronto acesso a ferramentas tecnológicas de aprendizagem, e por isso ele equipou todas as salas de aula do pré-primário ao 12º ano com um conjunto de ferramentas tecnológicas. Ele deu também aos professores a preparação necessária para tirar proveito máximo destas ferramentas em um currículo integrado pela tecnologia.

O distrito forneceu aos professores treinamento profissional sobre como integrar a tecnologia em seus planos de aula. Os professores receberam PCs um ano antes dos alunos e receberam suporte de especialistas em tecnologia durante o processo. Além de trabalhar com especialistas em tecnologia, os professores trabalharam em conjunto em comunidades de aprendizagem profissional para apoiar uns aos outros. A pesquisa e a implementação contínuas das boas práticas é o cerne do programa de desenvolvimento profissional, ativo o ano inteiro, do distrito.

Em 2006, o distrito de Klein lançou uma iniciativa 1 a 1 para dar a cada aluno um PC, incluindo uma nova escola por ano. O Klein implementou também a infraestrutura e o suporte técnico adequados para professores e alunos. Ele instalou uma robusta infraestrutura de rede sem fio e um centro técnico de reparos em cada escola, para que os PCs dos alunos pudessem ser consertados no local.

No distrito de Klein, o progresso dos alunos tem melhorado em todas as matérias e o progresso maior ocorre entre os alunos de baixa renda. De acordo com medições do teste TAKS (Texas Assessment of Knowledge and Skills - Avaliação de conhecimentos e habilidades do Estado do Texas), o distrito obteve os seguintes ganhos:

  • As notas de ciências melhoraram em 13 por cento entre a população estudantil total e em 24 por cento na população de estudantes de baixa renda.
  • As notas de leitura melhoraram em 3 por cento entre os alunos em geral e em até 11 por cento entre os alunos de baixa renda.
  • As notas de matemática melhoraram em 6 por cento entre a população estudantil total e em 10 por cento na população de estudantes de baixa renda.
  • As notas de estudos sociais melhoraram em 6 por cento entre a população estudantil total e em 14 por cento na população de estudantes de baixa renda.

 

Estes resultados demonstram que o distrito de Klein está atingindo seus objetivos de mergulhar no futuro e envolver os alunos na aprendizagem. Com a integração cuidadosa da tecnologia em um currículo rigoroso e com o fornecimento de amplo treinamento profissional aos professores, o distrito de Klein pode preparar melhor os alunos para a faculdade e para suas carreiras futuras e dar a eles as vitais habilidades do século 21 que incluem capacidades de pensamento crítico, comunicação e colaboração.

 

Voltar para o topo >

Centro de recursos

Primeiros passos

Vídeo: Melhorar a alfabetização digital e o acesso à informação

video icon

Saiba sobre a distribuição de equipamentos computacionais aos alunos de Kocaeli, o Vale do Silício da Turquia.

Administradores de TI

Professores

  • Veja a comunidade de professores para interagir com um grupo de educadores dedicados a transformar as salas de aula do pré-primário ao 12º ano
  • Visite o site Intel® Teachum programa que ajuda os professores a atrair e envolver os alunos com a aprendizagem digital, incluindo conteúdo digital, Web 2.0 e redes sociais
  • Faça cursos de desenvolvimento profissional gratuitos que mostram aos professores como integrar com eficiência a tecnologia no currículo existente
  • Obtenha acesso a ferramentas e recursos gratuitos que incluem planos de aula, estratégias de avaliação e ideias para projetos recheados de tecnologia para todas as disciplinas do pré-primário ao 12º ano