• <Home

Organizadores gráficos

Graphic Organizers

Conheça os organizadores gráficos

Os organizadores gráficos ajudam os alunos a pensar sobre seu conhecimento além de visualizá-lo e organizá-lo. Em uma sala de aula tradicional, a maioria dos professores costuma usar a fala, a leitura e a redação para representar e comunicar conceitos. Estudos mostram que, quando os alunos criam representações não-lingüísticas de seu conhecimento, ocorre um aumento da atividade cerebral (Gerlic & Jausovec, 1999). Ao criar um mapa conceitual, um fluxograma ou um simples storyboard, os alunos precisam aplicar habilidades de análise para esclarecer relacionamentos, organizar seu raciocínio e formular planos ou etapas de um processo. O processo de criação de representações ajuda os alunos a reter as informações e aumenta sua capacidade de comunicar e mudar seu raciocínio no trabalho em grupo colaborativo.

Levando novas estratégias para a sala de aula

O uso de organizadores gráficos é uma estratégia universal apropriada a todos os anos e matérias. Ele pode ser introduzido no início da unidade de estudo, consultado durante ela e usado como meio de avaliação. Há várias aplicações para os organizadores gráficos. 

  • Um professor de português do ensino médio usa um organizador gráfico para encadear eventos enquanto os alunos lêem um romance. Esse organizador ajuda a documentar os eventos durante a leitura e a refletir sobre o que foi lido, fazer previsões e preparar debates. O trabalho final é usado como avaliação.
  • Uma professora do ensino fundamental pede aos alunos que eles criem um gráfico T para comparar e contrastar as diferenças e semelhanças de duas tribos indígenas. Esse gráfico T é então usado para ajudar os alunos na criação de uma apresentação multimídia.
  • No ensino médio, a professora de ciências solicita aos alunos que eles criem um mapa causal para mostrar as causas e efeitos do movimento da placa tectônica em um estudo sobre terremotos. Os debates sobre cada mapa levam os alunos a uma análise mais minuciosa de suas descobertas.

Exemplos no currículo

Muitos tipos de organizadores gráficos podem ser usados em todos os anos e com todas as matérias.
 
Mapas conceituais ›
Os mapas conceituais ajudam os alunos a reunir e debater idéias e informações. Um mapa causal é um tipo específico de mapa conceitual que mostra as relações causa-efeito.

Atividades seqüenciais ›

Essas atividades ajudam os alunos a concatenar as informações e organizar seu raciocínio de maneira lógica. Incluem série de eventos, linhas do tempo e planejadores de storyboard.
 
Gráficos de classificação ›
Os gráficos T e diagramas de Venn são gráficos que ajudam os alunos a organizar as informações visualmente para comparar, contrastar ou encontrar semelhanças e diferenças.

Listas prioritárias ›
Essas listas ajudam os alunos a analisar e priorizar as informações ao avaliar os critérios para suas decisões.


Referência
MOREIRA, Marco Antonio. MAPAS CONCEITUAIS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA. Instituto de Física - UFRGS

Nova escola
http://novaescola.abril.com.br/ed/170_mar04/html/software.htm*  

Mapas conceituais
http://penta2.ufrgs.br/edutools/mapasconceituais/*
http://mapasconceituais.cap.ufrgs.br/mapas.php*  

Redução de textos
http://www.ceteb.com.br/escolaberta/texto4.htm*