• <Home

Roemu e Julieta

Compreensão de Nós Mesmos

Romeu e Julieta: Compreensão de Nós Mesmos

Resumo da Unidade

Os estudantes pesquisam o conhecimento histórico de Romeu e Julieta, assim como a época de Shakespeare para entender melhor a obra. Depois de ler a obra os estudantes aplicam os temas e assuntos à obra da vida moderna e procuram soluções para problemas antigos como a comunicação com os pais, combater o ódio crimes / violência e prevenção do suicídio. Os estudantes trabalham em equipes para criar planos e produtos para atingir os assuntos escolhidos por eles e causar impacto positivo em suas comunidades. Cada equipe pesquisa as necessidades atuais e recursos da comunidade e determina o caminho a seguir.

Problematização da Unidade

  • Questão Essencial
    Como a literatura nos ajuda a entender melhor a nós mesmos?
  • Questões da Unidade
    Por que Shakespeare ainda se manifesta para o público do século XXI?
  • Questões do Conteúdo
    Quais são os detalhes importantes que devemos saber sobre a época de Shakespeare para poder entender suas obras?
    Quem são os personagens em Romeu e Julieta e como eles participam das mortes na obra?
    O que é imaginação e quais são alguns exemplos de como Shakespeare usa a imaginação em Romeu e Julieta para apresentar uma mensagem atrativa e poderosa?
    Quais são os temas e assuntos em Romeu e Julieta que são relevantes hoje em dia?

Procedimentos
Começo do Ano
Comece uma discussão sobre porque as pessoas gostam de uma boa história. De que maneira escrever sobre personagens ajuda a “dar-lhes vida” fora das páginas? Com que tipo de personagens os estudantes podem se identificar? O que as histórias fazem por nós? As histórias são simplesmente uma maneira de escape em meio da fantasia? Depois introduza e discuta a Questão Essencial que será usada durante todo o ano: Como a literatura nos ajuda a entender melhor a nós mesmos? Explique como as unidades que serão estudadas durante este ano ajudarão a turma a responder a Questão Essencial.  

Semana 1
Dia 1
Antes de começar a unidade oficialmente, as equipes classificam as ofensas sociais em uma lista.  Os estudantes devem considerar as seguintes ofensas sociais sem saber que elas têm alguma relação com Romeu e Julieta. Eles farão a classificação em ordem de gravidade, e a número 1 será a mais grave (se desejar use o Visual Ranking Tool Informações em Inglês):

  • Enganar alguém intencionalmente
  • Mentir para os pais
  • Matar alguém por revanche
  • Aconselhar a alguém para se casar por dinheiro
  • Odiar a alguém por associação (gangue, etnia, família, etc...)
  • Vender drogas
  • Matar alguém por equivoco enquanto estiver lutando
  • Cometer suicídio
  • Penetrar em uma festa
  • Casar-se contra a vontade dos pais
  • Provocar briga
  • Xingar alguém

Depois que os estudantes fizerem a classificação e tentarem chegar a um consenso sobre a ordem dela, discutir quais assuntos eles pensam que são problemas graves hoje em dia. Depois da discussão, revele que todas essas ofensas sociais aconteceram em Romeu e Julieta. Apresente a Questão da Unidade: Por que Shakespeare ainda se manifesta para o público do século XXI? Além de incluir elementos da trama paralelos a situações do dia-a-dia, pergunte aos estudantes se eles acham que Shakespeare ainda tem algum impacto no que ouvimos, vemos e pensamos hoje em dia. Read the Passage by Bernard LevinInformações em Inglês sobre a influência de Shakespeare em nosso discurso diário. Como tarefa, peça aos estudantes para trazer exemplos de onde eles percebem a influência de Shakespeare em seus mundos hoje em dia (como filmes, TV, revistas ou outras histórias).

Dia 2
Mostre a apresentação de medição das necessidades do estudante para determinar o que os estudantes já sabem sobre Shakespeare e Romeu e Julieta e para ajudá-los a avaliar seu conhecimento prévio. Continue a discussão sobre onde os estudantes percebem a influência de Shakespeare no mundo de hoje. Explique como, nesta unidade, eles trabalharão para responder a Questão Essencial e as da Unidade, e como aprenderão a apreciar —ou pelo menos entender— a obra mais famosa de Shakespeare, Romeu e Julieta.

Explique brevemente que os estudantes vão trabalhar em um projeto no qual aplicarão os temas e os assuntos da obra para enfocar um problema de hoje e procurar soluções reais.

Apresentar informação de conhecimento sobre Shakespeare, sua época e o teatro Elisabetano para que os estudantes possam entender melhor a obra de Shakespeare. Alguns recursos notáveis online são Shakespeare Resource CenterInformações em Inglês e Shakespeare's Theatre* Informações em Inglês.

Introduzir o diário de respostas da leitura aos estudantes. Esses diários dão aos estudantes um lugar para documentar a leitura, registrar pensamentos e respostas a perguntas importantes e citar exemplos de termos literários. Alguns estudantes poderão querer guardar seus diários de respostas como blog. Os estudantes também poderão escolher a opção de fazer um blog  de acordo com o ponto de vista de um dos personagens. Veja o Juliet’s Blog* para ter um exemplo. Revise a avaliação do blog com os estudantes para ajudá-los a guiar seus trabalhos.

Dias 3 and 4
Criar e distribuir o documento Linguagem de Shakespeare para ajudar a explicar como os estudantes discutirão a obra e sua aplicação na vida de cada um.

Designe partes da obra para ler em voz alta para ajudar os estudantes a pegarem o ritmo da linguagem e entender alguns dos trocadilhos e linguagem arcaica. Leia o Ato I, cena i. Os estudantes deverão completar o Ato I, cena i para o dia 5.

Discuta os seguintes termos literários para a Semana 1:

  • Prólogo— Um discurso de abertura que apresenta uma obra e dá ao público a base da trama da obra.
  • Trocadilho—O uso (geralmente) humorístico de uma palavra ou frase que sugere dois ou mais significados ao mesmo tempo.

Os estudantes devem procurar e registrar exemplos de trocadilhos discutidos na Semana 1 em seus diários de respostas da leitura.

Dia 5
Leia e discuta Ato I, cenas ii e iii.

Semana 2
Discuta os seguintes termos literários para a Semana 2, e chame a atenção para os termos que vão aparecendo na leitura:

  • Presságio — O uso de pistas para sugerir o que poderá acontecer na trama mais adiante.
  • Imaginação — Uma imagem descrita com palavras e que a recria na mente do leitor ou dos membros do público.
  • Monólogo — Um discurso feito por um personagem sozinho no cenário para permitir que as pessoas saibam o que ele ou ela está pensando ou sentindo.

Os estudantes registram os exemplos e entendimentos dos termos literários discutidos na Semana 2 em seus diários de respostas da leitura. Recolha os diários semanalmente para avaliar o entendimento dos estudantes sobre os termos. Use esta informação para guiar e redirecionar o ensino quando for necessário.

Deixe alguma leitura como tarefa, mas continue a ler cenas importantes ou difíceis na sala de aula para discutir. Peça aos estudantes para registrar pensamentos ou perguntas em seus diários.

Discuta a imaginação no discurso de Mercutio sobre a Rainha Mab.

Identificar e discutir as metáforas referentes a Julieta no monólogo de Romeu. Faça perguntas como as seguintes para ajudar os estudantes a entenderem a importância da imaginação no trabalho de  Shakespeare:

  • Como as metáforas ajudam a imaginar um quadro dos estados de espírito de Julieta e Romeu?
  • Como esta imaginação afeta a maneira em que julgamos as verdadeiras intenções ou inclinações de Romeu?
  • Como o uso da imaginação contribui para o ânimo da cena?
  • Como a imaginação afeta a maneira em que nós reagimos à cena?
  • Considerando como Romeu fala sobre Julieta, o que isso sugere sobre o personagem de Romeu e enfoque principal?


Discuta impressões sobre os personagens principais. Além de sua linguagem “floreada”, as ações dos personagens principais parecem verdadeiras em algum nível?

Complete a leitura do Ato II, cena iii. Se quiser faça um teste sobre o Ato I.

Semana 3
Discuta os seguintes termos literários na Semana 3 e chame a atenção para os termos quando apareçam na leitura:

  • Clímax — O ponto alto no qual a trama se estabelece.
  • Ironia Dramática — As palavras ou atos de um personagem numa obra que pode conter um significado imperceptível para ele mesmo , mas entendido pelo público. Geralmente os interesses do personagem estão envolvidos de uma maneira que ele não pode entender.
  • Reversão — O ponto decisivo onde as forças do conflito se unem e a situação ou começa a melhorar (comédia) ou fica pior (tragédia).

Os estudantes registram os exemplos e entendimentos dos termos literários discutidos na Semana 3 em seus diários de respostas da leitura. Recolha os diários diariamente para avaliar o entendimento dos estudantes sobre os termos. Use esta informação para guiar e redirecionar o ensino quando for necessário.

Continue a ler partes em voz alta na sala de aula e deixe tarefa para fazer em casa.

Discuta medida, verso pentâmero e outros mecanismos poéticos usados em várias partes da obra. Introduza o verso pentâmero com a leitura do Dr. Seuss – Ovos Verdes e Presunto. Faça sons de acordo com as batidas das falas para entender melhor o verso pentâmero. Explique como Shakespeare usa os ritmos que já existem na linguagem para criar modelos de uma linha de poesia. Faça sons de acordo com as batidas das falas para o exemplo, "Mas suave, qual luz que abre caminho por uma janela longínqua?” Discuta e ilustre como Shakespeare escreveu a maioria de suas obras em versos brancos, que é um padrão métrico composto de linhas de verso pentâmero sem rima.

Interprete a cena de luta no Ato III, cena i. Discuta a crescente violência entre as famílias e as semelhanças com situações do dia-a-dia.

Discuta a cena explosiva entre Julieta e seu pai, no âmbito do que se esperava das crianças, especialmente meninas, naquela época. Discuta o que mudou e o que não mudou nas relações entre pais e adolescentes.

Complete o Ato III, cena v. Se quiser faça um teste sobre o Ato II.

Semana 4
Continue a ler partes em voz alta na sala de aula e deixe tarefa para fazer em casa.

Discuta o impacto da “primeira” morte de Julieta e o envolvimento de Friar.

Pergunte aos estudantes o que significa destino. Faça a pergunta: Você acredita no destino? Discuta a idéia de destino, como era entendido na época de Shakespeare. Pergunte em que parte da obra o destino intervém. Discuta uma citação de outra obra que mostre uma visão diferente de destino que admite que o que acontece conosco pode ter mais a ver com nossos próprios fracassos do que com o destino:

Uma imperfeição, querido Brutus, não está em nossas estrelas, Mas em nós mesmos, uma vez que somos inferiores.

Júlio César

Os estudantes registram seus pensamentos sobre esta pergunta em seus diários de respostas da leitura. Os estudantes discutem suas opiniões sobre o destino em pequenos grupos e dão exemplos de destino em suas próprias vidas ou entre outros exemplos literários ou filmes.

Termine a obra.

Terminando o Projeto
Preparando os projetos finais, os estudantes devem classificar a mesma lista de ofensas sociais como fizeram no começo da unidade, mas como exceção, desta vez a lista identificará os elementos da obra que correspondem à primeira lista (se desejar, use o Visual Ranking Informações em Inglês):

  • Friar Laurence enganando a todo mundo com a “morte” de Julieta
  • Julieta mentindo para seus pais
  • Romeu matando Tybalt
  • Enfermeira aconselhando Julieta a se casar com Paris
  • Contenda entre Capuletos e Montechios
  • Farmacêutico vendendo veneno
  • Tybalt matando Mercutio
  • Romeu e Julieta matando-se
  • Romeu penetrando na festa dos Capuletos
  • Romeu e Julieta casando-se contra a vontade dos pais
  • Tybalt lutando com Romeu
  • Lorde Capuleto xingando Julieta

Depois que as equipes dos estudantes classificarem e tentarem entrar em consenso sobre a ordem da lista, faça que comparem suas listas de antes e depois. Discuta situações do dia-a-dia que eles vêem que são parecidas aos problemas da lista. 

Discuta o final do projeto detalhadamente para que os estudantes apliquem os temas e assuntos da obra a vida moderna e trabalhem em soluções para velhos problemas. Diga aos estudantes que eles apresentarão suas descobertas e soluções a um público apropriado e criarão produtos apropriados para complementar sua mensagem, como uma apresentação de multimídia, folheto, diário, propaganda ou wiki*.
Exemplos incluem:

  • Os estudantes pesquisam os recursos da comunidade contra suicídio de adolescentes e criam um  panfleto de sinais de advertência, onde procurar ajuda, etc…Então eles criam e apresentam suas descobertas para um público em particular—colegas, pais ou outros membros da comunidade. Os panfletos são distribuídos para os atendentes, mas também para escritórios de conselheiros e centros de estudantes.
  • Os estudantes pesquisam em sites da Internet, entrevistam especialistas e lêem livros para encontrar maneiras para os pais se comunicarem melhor com seus adolescentes. Eles criam uma apresentação e um ato cômico para ser apresentado aos pais numa reunião de pais, uma festa ou outro tipo de reunião.
  • Os estudantes pesquisam em sites da Internet e livros para encontrar maneiras de prevenir a violência em suas comunidades.  Formam um clube e criam um wiki* para ser apresentado a seus colegas, pais e membros da comunidade em uma reunião da comunidade.

Alguns exemplos para escolher:

  • Comunicando melhor com os pais—para um público adolescente
  • Comunicando melhor com os adolescentes— para um público de pais
  • Lidando com a pressão dos colegas
  • Manejando os hormônios da raiva dos adolescentes—“como dizer não” ou “Namorando no novo milênio
  • Tomando boas decisões
  • Prevenindo o suicídio— para um público adolescente (amigos que podem ter tendência suicida)
  • Prevenindo o suicídio —para um público adulto (pais, professores e outros membros da comunidade)
  • Combatendo os crimes de ódio
  • Erradicar intimidações
  • Lidando com a raiva
  • Prevenindo a violência na escola
  • Prevenindo a violência na comunidade

Divida em grupos. Distribua o plano de ação e discuta as opções para apresentar-se em público. Use exemplos de planos de ação para a prevenção de suicídio e de violência. Explique que este documento é um documento de trabalho que vai ajudar durante a criação de idéias, planejamento e implementação de etapas do plano para fazer a diferença na escola, na comunidade ou até mesmo no mundo.

Durante a fase de pesquisa,  os estudantes usam o formulário de pesquisa para ajudá-los a controlar seus recursos enquanto eles pesquisam as necessidades atuais da comunidade e determinar o curso da ação. Veja o exemplo do formulário de pesquisa para guiar e completar o documento. Discuta as exigências mínimas para pesquisa enquanto estiverem completando os outros produtos (folhetos, apresentações, wiki, etc...). Forneça o guia de pontuação no começo do projeto para que os estudantes possam se auto- avaliar enquanto apresentam sua mensagem e produtos associados.  Discuta como eles devem  [?? Cf original] o que aprenderam de Romeu e Julieta e responder a Questão da Unidade: Porque Shakespeare ainda se manifesta para o público do século XXI?

Mostre exemplos de projetos aos estudantes para que tenham uma idéia do conteúdo, mas não perca muito tempo em nenhum dos exemplos. Um modelo de folheto deve estar à disposição dos alunos que necessitem de guia extra, mas os estudantes devem ser animados a criar suas próprias idéias originais para resolver problemas difíceis. De acordo com o progresso do projeto, reúna-se periodicamente com cada grupo para revisarem seus planos de ação e ter certeza de que estão no caminho certo. Cada grupo deve entregar seu plano de ação completo, que inclui uma avaliação de contribuições individuais junto com materiais associados que eles criaram para apoiar suas apresentações. Depois que os grupos se reunirem com você, um de cada vez, que se reúnam entre si para fazer comentários. Peça aos estudantes para usar o formulário de comentários dos colegas.

Depois que todas as equipes tenham feito a apresentação para seus respectivos públicos, faça uma sessão da turma—ou uma reunião à noite com a presença de pais e funcionários da escola—para os estudantes discutirem suas experiências, o que apresentaram e como a mensagem deles foi recebida.  Termine a discussão do projeto permitindo aos estudantes refletirem sobre a Questão Essencial: Como a literatura nos ajuda a entender   melhor a nós mesmos?

Habilidades como Pré-requisito

  • Pesquisa Básica
  • Internet
  • Habilidades em Computação

Estratégias Diferenciadas
Recursos para os Estudantes

  • Forneça modelos para alguns dos produtos associados, como um modelo de folheto
  • Forneça folhas de trabalho para preencher nos espaços em branco sobre a obra e ajudar o estudante a identificar os personagens e a ação
  • Permita ao estudante escolher o método e as ferramentas para o projeto final de acordo com as destrezas dos estudantes

Estudantes Talentosos

  • Enfatizar que o projeto final fornece um amplo âmbito e opções de projetos comunitários que superará especificamente as destrezas do estudante talentoso
  • Animar o estudante a ver mais além do óbvio e criar soluções para problemas difíceis

Estudantes que não falam inglês como primeira língua

  • Se possível, fornecer um texto paralelo de Romeu e Julieta na primeira língua do estudante ou use uma versão moderna do texto em inglês
  • Permita que o projeto final inclua algum conteúdo na primeira língua do estudante se for necessário para o público com o qual o estudante está tentando se comunicar
  • Use alguns dos suportes criados como recursos para o estudante, se for apropriado, como as folhas de trabalho para preencher nos espaços em branco sobre a obra

 

Romeu e Julieta: Compreensão de Nós Mesmos

Duma olhada

Ano/Série: 9o ano do Ensino Fundamental a 3ª série do Ensino Médio


Componentes Curriculares Envolvidos: Literatura


Tempo Necessário: 4 semanas para a unidade, mais 2–4 semanas para o projeto final, dependendo do tempo dado na sala de aula, profundidade / complexidade dos projetos dos estudantes e disponibilidade do público para o qual os alunos apresentam seus projetos.