• <Home

Implementando um Projeto

Implementando um Projeto

Ordenando a Lista

Peça às equipes que cheguem a um acordo quanto às posições dos itens nas listas. Isso promoverá discussão e negociação das preferências individuais.

Determine que cada equipe classifique a lista de uma perspectiva diferente. Por exemplo, uma classifica os itens como seus avós o fariam, enquanto outra imagina como seus futuros netos os classificariam. Numa atividade de literatura, os alunos podem assumir os papéis de diferentes personagens, classificando os itens do ponto de vista do personagem.

Peça às equipes que usem critérios diferentes.  Depois de terem classificado suas listas, os alunos discutem o porquê das diferenças nas listas.

Implementando um Projeto

 

Utilizando Caixas de Comentários

  • Incentive os alunos a utilizarem as caixas de comentários. Uma vez que eles entendem como mover um item verticalmente e soltá-lo em uma nova posição, a maioria não necessitará de mais ajuda para utilizar esta parte da ferramenta. Eles precisarão, no entanto, de incentivo e instruções para utilizar o recurso de comentário. Para abrir uma caixa de comentário, eles clicam em um item duas vezes.
  • Ao ordenar os itens objetivamente, os alunos podem utilizar a caixa de comentário para inserir dados que justifiquem suas escolhas. Por exemplo, se os alunos forem requisitados a ordenar planetas pela distância do Sol, eles informam a distância em milhas na caixa de comentário.
  • Para ordenar itens subjetivamente, os alunos inserem sua ‘justificativa’ para a posição de cada item. Lembre-os de que suas justificativas devem se basear no critério para classificação.
  • Os alunos podem utilizar as caixas de comentário para fornecer informações adicionais sobre sua decisão. Por exemplo, ao classificar animais de estimação, dentro da categoria animais favoritos, um aluno pode comentar: ‘Eu gosto de cães tanto quanto de gatos, porém os gatos deveriam estar um pouco mais acima".
Implementando um Projeto

Comparando Classificações

  • Dê aos alunos uma razão para comparar suas listas. Parte da eficácia da ferramenta de Classificação Visual é que ela permite que os alunos façam comparações.
  • Faça com que dois grupos negociem para tornar suas listas mais parecidas.Você pode incluir uma exigência de que os grupos cheguem a uma correlação no mínimo ‘moderada’ entre suas listas.
  • Peça aos grupos que reflitam sobre as razões pelas quais eles acham que suas listas diferem da média da classe.
  • Utilize a média da classe como um tipo de sabedoria do grupo. Isso pode levar a uma discussão de como considerar a média pode sou não ser uma medida justa.
  • Peça aos alunos que identifiquem o grupo cuja lista mais difere de sua própria (isto é, a mais baixa correlação). Peça-lhes que revisem os comentários uns dos outros para determinar se eles estão utilizando os mesmos critérios para definir as classificações.
Implementando um Projeto

 

Sobre a Correlação

A correlação que é exibida na Ferramenta de Classificação Visual, chamada coeficiente de Correlação Spearman, é reservada para examinar grupos de dados que estão dipostos em ordem classificatória. Você pode ativar ou desativar o indicador de coeficiente na página de configuração do projeto.

Dois grupos de dados (neste caso, duas listas de classificação) podem ser comparados para avaliar até que ponto elas estão relacionadas. Uma medida de relação entre duas listas é o coeficiente de correlação. O valor numérico do coeficiente nos diz até que ponto podemos prever a posição de um item na lista B, apenas por sua posição na lista A. A força desta correlação varia de 0 (impossível prever) a 1 (podemos prever com certeza). A correlação também tem um sinal para indicar se o item na lista B estará numa posição similar na lista A (uma correlação positiva) ou numa posição oposta (uma correlação negativa).

Estratégias de Ensino