Por que os caixas automáticos inteligentes podem ser o futuro dos bancos

Introduzidos nos anos 60, os caixas automáticos estão precisando de uma atualização

Os caixas automáticos inteligentes permitem o uso de tecnologias inovadoras que podem oferecer aos clientes um melhor serviço, enquanto também reduzem fraudes.

Por Libby Plummer, escritor sobre tecnologia

Conforme o setor bancário continua a mudar, a tendência de pagamentos sem contato ganha ritmo, acelerada pela pandemia da COVID-19. O principal canal para bancos de varejo agora é online e móvel, enquanto os caixas automáticos gradualmente tornaram-se o segundo canal mais importante. Introduzidos pela primeira vez no final dos anos 60, os caixas automáticos já passaram por muitas atualizações ao longo das décadas, mas para acompanhar a transformação digital, eles precisam ser mais inteligentes.

Enquanto ainda fornecem um serviço essencial para os clientes, os caixas automáticos podem ser incrivelmente custosos para os bancos manterem. Se algo der errado, isso exige pelo menos uma visita de um técnico e, geralmente, um segurança para garantir que o caixa automático estará seguro enquanto estiver recebendo manutenção. O principal benefício que os caixas automáticos inteligentes de última geração podem oferecer para combater isso é o gerenciamento remoto.

A Intel® Active Management Technology, parte da plataforma Intel vPro®, permite que equipes de TI gerenciem dispositivos remotamente com segurança. "Estamos vendo muitas instituições financeiras que estão utilizando essa tecnologia para gerenciar seus caixas automáticos", diz Bruno Domingues, arquiteto chefe de soluções do Setor de Serviços Financeiros da Intel. "Com conectividade e energia, você pode acessar o caixa automático remotamente. É possível fazer isso se o disco estiver com defeito ou se o sistema operacional estiver corrompido, e é possível até mesmo reinstalar o sistema operacional remotamente. Isso ajuda os bancos a manter o tempo de inatividade ao mínimo e reduz os custos de manutenção de caixas automáticos".

Os caixas automáticos inteligentes permitem o uso de tecnologias inovadoras que podem oferecer aos clientes um melhor serviço, enquanto também reduzem fraudes. Por exemplo, um banco da Rússia já está começando a utilizar o reconhecimento facial utilizando a tecnologia de câmera Intel® RealSense™ para garantir que a pessoa que está sacando o dinheiro é a pessoa a quem o cartão pertence. Isso funciona como uma autenticação de segundo fator para transações mais sensíveis, ou como fator único para transações menos arriscadas, como o saque de uma pequena quantia de dinheiro. Esse tipo de autenticação biométrica tem a potencialidade de substituir a necessidade de portar um cartão.

Conforme os bancos continuam a mudar para o digital, alguns problemas importantes surgiram. "Um dos principais desafios é a fraude em identidades sintéticas, em que criminosos podem fabricar uma identidade inteiramente nova", afirma Domingues. "Isso permite que eles façam empréstimos e saquem dinheiro, sem vínculo a um indivíduo real. No passado, eles teriam que roubar a identidade de uma pessoa real, porém, com as ferramentas digitais disponíveis, eles podem criar uma identidade que instituições financeiras acreditem ser real. Portanto, é muito importante lembrar que caixas automáticos podem ser utilizados para comprovar a identidade de uma pessoa para admissão e validação contra fraudes de identidade sintética".

Por esse motivo, muitos bancos ainda exigem que verificações de identidade sejam realizadas pessoalmente em uma agência física. Esse também é o caso para muitos adolescentes que abrem uma conta bancária pela primeira vez se eles não tiverem uma pegada digital. No entanto, com um desejo de mover para um sistema inteiramente digital, os bancos querem se distanciar da necessidade de realizar verificações de identidade em uma agência. É aqui que os caixas automáticos inteligentes podem proporcionar uma alternativa mais econômica, utilizando a autenticação biométrica para confirmar a identidade do novo cliente.

Conforme os bancos e instituições financeiras continuam a se transformar e adaptar para a nova realidade e as crescentes expectativas dos clientes, está claro que ainda há um papel importante para os caixas automáticos. As tecnologias Intel já estão começando a ajudar os bancos a atualizar seus caixas automáticos para a era digital, economizando dinheiro no longo prazo enquanto ajudam a aprimorar a experiência do cliente e combater fraudes.