PC x Mac: o grande debate

As diferenças entre os dois computadores tornaram-se mais sutis e giram em torno de gosto pessoal.

O comprador de computadores de hoje tem a opção de dois excelentes padrões de plataforma de software em Windows e Mac, mas já não há tanta distinção entre os tipos de hardware, que geralmente possuem CPUs Intel®.

Nos círculos da tecnologia , “PC ou Mac” é uma discussão antiga – defensores de ambos os lados eram tão intensos, que seria melhor evitar o assunto, a menos que você estivesse disposto a enfrentar um debate acalorado. Embora Macs e PCs ainda possuam seguidores apaixonados, as diferenças entre os dois tipos de computador diminuíram consideravelmente ao longo dos anos. O resultado é que sua decisão se resume a preferências sutis – mas você não vai errar, qualquer que seja sua escolha. Passou a ser menos uma questão de hardware e software do que de estilo e gosto pessoal.

O ecossistema: você acha que menos é mais ou que mais é menos?

Ao comprar um Mac, você está comprando tanto uma filosofia quanto uma tecnologia de computação. A mesma empresa produz o hardware e o software e os computadores têm a mesma sensibilidade estética que os telefones e tablets da Apple*. O Mac oferece apenas seis estilos de computador, com poucas opções de configuração – a “melhor abordagem entre as melhores” que elimina a necessidade de examinar um interminável volume de opções. Se você não gosta de decidir acerca de RAM, espaço em disco e outros componentes de hardware, o Mac faz grande parte do trabalho para você.

Quanto aos PCs, cerca de uma dúzia de grandes fabricantes produz os hardwares e a maioria deles roda o sistema operacional Windows. Você pode ter centenas de opções de estilo e de configurações, o que permite obter exatamente o que você deseja, embora isso possa demandar mais tempo e ponderação. Se mais é mais ou menos, geralmente depende de quem vê.

Preço: pesquise além do preço

Os Macs sempre tiveram reputação de ser mais caros que os PCs, embora seus defensores digam que isso se deve apenas ao custo dos componentes mais avançados que oferecem melhor desempenho e confiabilidade.

Entretanto, sempre foi difícil comparar maçãs com maçãs quando se trata dos preços do PC e do Mac porque eles geralmente possuem software e componentes diferentes pré-instalados, tais como placas gráficas, portas e velocidade do processador. O modelo padrão do Mac tende a oferecer menos memória e menos espaço em disco rígido, portanto, você precisa prestar atenção nas especificações. 

Como seu preço é mais baixo, os PCs costumam ser os preferidos daqueles que necessitam de funções básicas de computação, como processamento de texto e navegação na web, ao passo que os profissionais de criação, que executam tarefas como design ou edição de vídeo, dispõem-se a gastar mais pela menina dos seus olhos. Diante disso, o preço mais elevado do conhecimento técnico da Apple reduziu-se a algumas centenas de dólares, fazendo dele uma preocupação menor.

Manutenção: você gosta de solucionar seus próprios problemas?

Como os Macs oferecem um número menor de opções, os sistemas tendem a permancer como são – em geral somente o disco rígido e a RAM podem ser atualizados. Os PCs, oferecidos em tantos modelos, por muitos fornecedores, geralmente permitem que os componentes de hardware sejam trocados individualmente, desde a unidade de processamento central (CPU) até os monitores. Se esse aspecto é importante, depende de como você utiliza seu computador, por quanto tempo pretende ficar com ele e se é adepto de fazer sua própria manutenção.

Como a Apple fabrica tanto o hardware quanto o software, você tem um local principal ao qual recorrer quando tiver um problema e os problemas podem ser em geral resolvidos rapidamente. No caso dos PCs, diferentes fornecedores fabricam o hardware e o software e a solução do problema pode ser mais complicada. Em parte por esse motivo, a Apple sempre recebeu notas altas dos proprietários de Mac quanto ao serviço a clientes.

Software: sua escolha pode estar nas nuvens

No passado era fácil escolher um Mac ou PC com base no tipo de software que você precisava. As ferramentas de produtividade empresarial eram território do sistema operacional Windows, enquanto edição, fotografia e outros aplicativos de criatividade pertenciam nitidamente ao mundo Mac.

E embora o PC costume dominar no local de trabalho, muitos programas de software para uso profissional, inclusive o Microsoft Office* e o Adobe Creative Suite*, têm versões para os dois sistemas operacionais. O software também passou a ser um problema menor, já que muitas pessoas não carregam mais o software em seus computadores, pois mantêm assinaturas que lhes permitem acessá-lo via cloud. Se você faz streaming de vídeos do YouTube, por exemplo, seu navegador não quer saber que tipo de computador ou sistema operacional você está utilizando.

Jogar games: a decisão é fácil

Os gamers sempre afluíram para os PCs e isso não vai mudar tão cedo. Os PCs já podem fazer streaming de games do Xbox One e PlayStation 4 e o número de títulos disponíveis para PC extrapola os do Mac. Então, se os games não são apenas diversão e jogos na sua casa, o PC ganha com facilidade.

Tornando-se altamente sensíveis: os PCs enfatizam a voz e o toque

Por mais apaixonados que sejam os usuários de Mac, os aficionados pelo PC já podem dizer honestamente que têm uma relação mais íntima com seus computadores. Versões recentes do sistema operacional Windows adotaram o toque e a fala, como o novo recurso Cortana* do Windows* 10, que permite comando de voz para agendar compromissos. A Apple integrou seu software de reconhecimento de voz, Siri, em seus modelos desktop, mas vem resistindo a introduzir o recurso de toque no seu sistema operacional OS* X.

Portanto, se você prefere falar com seu computador ou mover seu dedo pela tela em vez de usar o teclado e o mouse, os PCs oferecem uma nítida vantagem.

Segurança: o Mac ainda tem maior aprovação

No passado, os PCs eram conhecidos por suas falhas frequentes, mas o sistema operacional Windows ficou significativamente mais confiável. Embora o hardware e o software do Mac sejam caracterizados por sua estabilidade, a diferença aqui vem caindo.

A possibilidade de receber um vírus ou malware em um PC continua maior do que no Mac, mas isso está mais relacionado a números do que à tecnologia. Segundo o IDC, cerca de 7,5% dos computadores em uso são Mac e, portanto, os hackers dedicam mais tempo e criatividade a atacar PCs.

Mesmo assim, começou a surgir uma disseminação de ataques a Macs, como o ransomware Keyranger no ano passado, que atacou o sistema operacional OS* X e criptografou todos os arquivos do disco rígido até que os usuários pagassem uma taxa extorsiva. Um programa antivírus apropriado e outras salvaguardas manterão ambos os sistemas seguros, mas o PC correrá mais risco.

A escolha:

PCs e Macs oferecem algumas diferenças claras; quais dessas diferenças são as mais importantes é algo que cada pessoa tem que decidir por si própria. Por causa do preço e da disponibilidade, os PCs tendem a vencer a disputa, enquanto os Macs permanecem sendo a escolha dos usuários de elite ou dos que são anti-Windows. De um lado ou de outro, você não vai errar. Esta é decididamente a era de ouro dos computadores.

Sistemas desktop

Confira os mais recentes desktops equipados com Intel®.

Saiba mais

Sistemas de notebooks

Confira os mais recentes notebooks equipados com Intel®.

Saiba mais

Sistemas de desktop Mac

Veja os mais recentes sistemas de desktop da Apple baseados na Intel®.

Saiba mais

Sistemas de notebook Mac

Confira os mais recentes notebooks equipados com Intel®.

Saiba mais