Esses são os requisitos de sistema para jogos dos títulos mais quentes de 2020

Essas são as especificações necessárias para jogar alguns dos jogos para PC mais aguardados em 2020.1 2

Se você está ansioso pelos maiores jogos do ano, é importante avaliar se o seu PC para jogos poderá ou não lidar com eles com a fidelidade que você prefere. Este guia foi desenvolvido para facilitar esse processo coletando todas as especificações recomendadas para os títulos mais esperados de 2020.

Os jogos estão sempre evoluindo; física de destruição, efeitos de áudio e inteligência artificial tornam-se cada vez mais sofisticados a cada ano. Cada jogador de PC tem suas próprias preferências e prioridades quando se trata de personalizar a qualidade das suas experiências de jogos.

Pense nas especificações recomendadas abaixo como uma proposta inicial. Elas são um ponto de partida perfeito para determinar quais tipos de componentes serão necessários para desfrutar desses jogos da maneira que você deseja.

Atualizaremos esta página com mais informações sobre os próximos jogos para PC de 2020 mais tarde durante o ano. Como as datas de lançamento de jogos para PC como Cyberpunk 2077 e Death Stranding se aproximam, as especificações oficiais recomendadas serão divulgadas publicamente e nós as reuniremos todas aqui. Se você não encontrar um dos seus jogos mais esperados listado aqui, certifique-se de adicionar este guia aos seus favoritos e verificar novamente depois.

Half-Life: Alyx
SO:
Windows* 10
CPU: Processador Intel® Core™ i5-7500 ou superior
RAM:
12GB de memória do sistema
Placa gráfica:
NVIDIA* GeForce GTX 1060 ou AMD* Radeon RX 580
RAM da GPU:
6GB de memória de vídeo

Os fãs da série Half-Life aguardam notícias de outro jogo Half-Life há mais de uma década, mas poucos poderiam prever que ele se manifestaria como um título exclusivo de realidade virtual.

Desenvolvido a partir do zero com a realidade virtual em mente, Half-Life: Alyx faz uso criativo da iluminação, perspectiva e efeitos ambientais para construir desafios instigantes e cultivar confrontos tensos com os monstros alienígenas do jogo. Usar as luvas de gravidade do Alyx para agarrar objetos a distância promete revelações em pé de igualdade com as lâminas de serra disparadas pela pistola de gravidade do Half-Life 2.

Journey to the Savage Planet
SO:
Windows* 10
CPU:
Processador Intel® Core™ i5-7500 ou superior
RAM:
4GB de memória do sistema
Placa gráfica:
NVIDIA* GeForce GTX 660 ou AMD* Radeon HD 7950
DirectX:
Versão 11

Em Journey to the Savage Planet, você é muito mais um incômodo para a fauna alienígena do planeta AR-Y 26 do que ela é para você. Como um explorador que percorre desajeitadamente o AR-Y 26, atirando em criaturas inofensivas e arrancando plantas para comer, é fácil cair em travessuras.

Diferente dos mundos abertos e massivos oferecidos por muitos jogos contemporâneos, o AR-Y 26 foi planejado para ser um ambiente mais intimista e personalizado, cheio de detalhes feitos à mão. Os efeitos climáticos demarcam diferentes biomas e a fauna explosiva ilumina o AR-Y 26 com erupções de luzes e gosmas. O planeta colorido do Journey to the Savage Planet está repleto de oportunidades para causar caos, aventurar-se ou simplesmente apreciar o doce brilho da rica folhagem alienígena.

Destroy All Humans!
SO:
Windows* 10
CPU:
Processador Intel® Core™ i7-3930K ou superior
RAM:
8GB de memória do sistema
Placa gráfica:
NVIDIA* GeForce GTX 1060
Armazenamento:
25GB de espaço livre

Se o reaparecimento de Destroy All Humans! em 2020 serve para nos ensinar alguma coisa, é que sempre haverá espaço para jogos sandbox destrutivos. O Destroy All Humans!​​​ de 2020 é uma nova versão do original de 2005, e ambos seguem o guerreiro alienígena Cryptosporidium 137, enquanto ele tenta organizar uma invasão alienígena na Terra.

Destroy All Humans! é mais gratificante quando sua destruição física e seus efeitos de partículas estão em exibição total. Prédios e veículos explodem em detonações cintilantes quando atingidos por um laser, e várias partes do ambiente podem ser levantadas, atiradas e manipuladas à vontade com o uso dos poderes telecinéticos do Crypto.

Phantom Brigade
SO:
Windows* 10
CPU:
Processador Intel® Core™ i5-4460 ou superior
RAM:
16GB de memória do sistema
Placa gráfica:
NVIDIA* GeForce GTX 1060 ou AMD* Radeon R9 390X
Armazenamento: 10GB de espaço livre
DirectX:
Versão 11

O Phantom Brigade incorpora um toque “híbrido” exclusivo no gênero de RPG tático. Apesar de ser baseado em turnos no nível macrocósmico, os turnos individuais são divididos em duas fases: primeiro, os jogadores planejam turnos usando um sistema preditivo de “linha do tempo” e depois, na próxima fase, eles executam seu esquema em tempo real.

No entanto, elementos de jogabilidade como fogo amigo, colisões entre unidades e ambientes destrutíveis sempre garantem uma certa imprevisibilidade. O sucesso depende da capacidade do jogador de antecipar os movimentos do inimigo e preparar-se para possíveis resultados, superando as manobras da sofisticada IA do inimigo e preservando suas próprias unidades mecânicas.

Stay Savvy

Lembre-se: em última análise, as especificações acima são recomendações. Cada pessoa tem um conjunto diferente de preferências quando se trata de componentes e da fidelidade das suas experiências de jogo. Analisar essas especificações antecipadamente, no entanto, ajuda a preparar melhor o seu sistema para executar esses jogos com a qualidade desejada.

Nós atualizaremos essa lista com mais especificações dos jogos de PC de 2020, portanto, fique atento para ver detalhes sobre Cyberpunk 2077, Marvel’s Avengers, Ori and the Will of the Wisps, Death Stranding, DOOM Eternal e muito mais.

Informações de produto e desempenho

1

A Intel não controla ou audita dados de terceiros. Você deve rever esse conteúdo, consultar outras fontes e confirmar a precisão dos dados mencionados.

2Intel, o logotipo da Intel e outras marcas da Intel são marcas comerciais da Intel Corporation ou de suas subsidiárias. *Outros nomes e marcas podem ser propriedade de outras empresas. © Intel Corporation