Por que meu streaming está fazendo buffering?

Saiba como interromper o buffering durante a transmissão com estas correções.1 2 3

Streamers ávidos não deveriam ter que lidar com atrasos excessivos nem quedas nastaxas de quadros, mas às vezes essas falhas acontecem. Felizmente, existe uma série de precauções que se pode tomar e ajustes capazes de ajudar a saúde do seu streaming em tempo real. Se você estiver no Twitch*, Mixer* ou YouTube*, existem algumas maneiras de diagnosticar o motivo por trás de tanto atraso e de descobrir como interromper o buffering durante a transmissão.

Estas dicas ajudarão você a reduzir atrasos e corrigir vários problemas de reclamações de outros espectadores sobre sua transmissão ou se você perceber que as taxas de quadros diminuíram em um pacote de transmissão como o Open Broadcast Studio* (OBS).

Identifique o problema

Verifique o servidor

Muitas vezes, os problemas de buffering podem ser atribuídos a situações simples, como estar conectado ao servidor de ingestão errado, que é o servidor que você utiliza para fazer streaming. Antes de fazer logon no Twitch*, YouTube* ou Mixer*, certifique-se de executar um teste de ping para confirmar a conexão com um servidor próximo a você. Conectar-se a um servidor baseado em Melbourne quando você está na cidade de Nova Iorque, não produzirá os melhores tempos de ping.

Verifique se não há nada rodando em segundo plano

Se você tem o hábito de fazer backup dos arquivos do seu computador ou se costuma sincronizar algumas contas na cloud em uma determinada hora, tente fechar tudo isso antes de iniciar sua transmissão para ajudar a liberar largura de banda. O streaming consome muita provisão para upload que, em geral, é limitada nas conexões de banda larga, especialmente quando comparada às velocidades de download. A interrupção desses processos em segundo plano irá liberar o que há de disponível para quando você estiver ao vivo. Também vale a pena verificar se há outra pessoa usando sua rede e executando alguma atividade que consome muita largura de banda.

Verifique a velocidade de sua Internet

A transmissão de um videogame geralmente requer fazer upload do vídeo e do áudio em tempo real. Algumas vezes inclui um segundo vídeo de uma webcam que está focada somente em você, além de quaisquer widgets que você possa ter colocado em seu pacote de streaming. Você precisará de muita largura de banda para exibir tudo isso com alta qualidade sem qualquer interrupção. Em alguns casos, para disponibilizá-la, basta desligar algum software que esteja rodando em segundo plano e que esteja utilizando a Internet. Mas se isso não funcionar, o problema deve ser a velocidade de sua Internet.

Verifique o desempenho de sua conexão com a Internet usando um serviço de web, como o Speedtest.net* para analisar suas velocidades de upload e download. O número do upload, particularmente, pode ajudar você a configurar seu streaming com relação à sua permissão. Por exemplo: Se sua velocidade de upload for em torno de 5 Mbps, este é o volume de dados que você pode enviar de cada vez. Com esse número em particular, tente primeiramente fazer streaming a uma resolução de 1080p, a 30 quadros por segundo. Se ainda tiver problemas de buffering, tente baixar a resolução para 720p, com a mesma taxa de quadros. O upload com resoluções e taxas de quadros menores consome menos largura de banda.

Embora não exista um padrão único para a velocidade da sua Internet durante o streaming, você pode ajustar as configurações até obter aquela que seja melhor para sua situação. Na maioria dos casos, a menor resolução com que você pode fazer streaming em alta definição é 854 x 480, portanto, é possível fazê-lo com permissões de largura de banda limitadas.

Vale lembrar que um teste de velocidade simples nem sempre oferece a melhor análise da sua velocidade de upload. Esses testes são ferramentas gerais, usadas para analisar as condições da sua conexão, e não o modo como você está interagindo com Twitch*, Mixer* ou YouTube*, especificamente. De qualquer forma, se sua velocidade de upload estiver falhando, é bem provável que você precise entrar em contato com seu Provedor de serviço de internet (ISP, na sigla em inglês) e aumentar sua largura de banda para upload ou trabalhar com eles para resolver o problema.

Como executar um streaming de teste

Se depois de verificar sua conexão com a internet e ajustar sua taxa de bits ainda estiver com problema de buffering ou saltos na imagem (dropped frames) em seu streaming, tente executar o que alguns serviços de streaming chamam de “streaming de teste” para ajudar a diagnosticar o problema. Trata-se, basicamente, de uma transmissão vazia, que permite testar sua conexão com a Internet enquanto está conectado a servidores em tempo real. Um dos benefícios de executar um teste de streaming é que ele pode ajudar a determinar se seus problemas estão relacionados a largura de banda ou taxa de bits, ajudando você a fazer um diagnóstico melhor.

Esse tipo de teste difere de um serviço de streaming para outro mas, na maioria dos casos, requer um certo tempo para executar o diagnóstico. Twitch” e Mixer” oferecem ferramentas específicas para ajudar você a entender o que está acontecendo, ao passo que a abordagem de streaming de teste do YouTube* é mais voltada para o público em geral. Também é possível usar um streaming de teste para ajudar a verificar as condições dos periféricos conectados e saber se o streaming pode ver ou ouvir você quando você está conectado.

Twitch*

Os usuários do Twitch* têm o Twitch Inspector*, que registra as condições dos seus streamings mais recentes. Caso não tenha feiro streaming recentemente e não haja dados para extrair, você pode executar um teste de streaming colocando um sinalizador de largura de banda após a chave de streaming em um codificador como o OBS. O sinalizador evitará que o streaming informe a seus seguidores que você está conectado. Execute o teste por 5-10 minutos4, ou por mais tempo, para reunir mais dados. As conexões com a Internet podem oscilar, e pode demorar um instante para você perceber a instabilidade. Uma alternativa é verificar o Twitch Inspector enquanto está executando o teste para ver as medições da taxa de bits em tempo real. Preste atenção especial para ver se o gráfico cai, o que indica a condição do seu streaming. Você precisa que o gráfico tenha o máximo de estabilidade possível. O Twitch Inspector também exibirá a média da taxa de bits do streaming no canto inferior direito. Se precisar de mais ajuda, o prático menu suspenso “Selecionar problema” na parte superior da tela guiará você pelas várias páginas de apoio do Twitch.

Observe que um inconveniente de fazer um teste com o Twitch* Inspector é que ele não detecta erros na taxa de quadros, já que o streaming está vazio. O Twitch Analyzer* pode ajudar com isso, embora exija que seu streaming seja voltado ao público para coletar aqueles dados específicos.

Mixer*

Os usuários do Mixer* possuem uma ferramenta semelhante para executar um streaming de teste. Entretanto, ela só está disponível para canais de parceiros ou de desenvolvedores. O recurso não vai nem abrir, a menos que você se encaixe nessa classificação.

Se você for um parceiro, o recurso estará disponível por meio do Painel de transmissão, no painel de configurações principais, em Streamings de teste, embora ele se limite a apenas cinco horas de teste por mês. Quando você habilitar o Modo de teste, aparecerá uma barra com um link para o streaming, embora ela não apareça para seus seguidores. Quem não for parceiro, poderá pelo menos acessar algumas análises sobre streamings anteriores para ver alguns detalhes demográficos e outras informações.

YouTube*

As instruções do YouTube para a execução de um streaming de teste são um pouco mais generalizadas. O YouTube sugere executar um teste de velocidade separado, como o mencionado anteriormente, para medir as velocidades de download e upload. Se isso falhar, a execução de um “live stream” que não esteja listado é outra maneira de testar como funciona o streaming quando você está conectado e depois ler os relatórios de análise.

Quando começar a verificar seu hardware

Se você já descartou todas as opções apresentadas aqui para corrigir o atraso, inclusive transmitir com as configurações mais baixas, e ainda assim estiver enfrentado buffering de vídeo e queda nos quadros, é hora de começar a verificar seu hardware.

Também é bom certificar-se de que seu processador esteja sendo resfriado por um potente resfriador de CPU a ar ou líquido e que sua pasta térmica foi aplicada recentemente de forma correta.

Uma excelente maneira de verificar os recursos internos do seu computador é executar ao mesmo tempo um streaming de teste e uma aplicação de diagnóstico, como o HWInfo*. Uma aplicação como essa fornecerá medições específicas de elementos importantes a serem monitorados, como utilização e temperatura da CPU. Consulte a documentação da CPU para ver se a temperatura está dentro da faixa de operação padrão. Caso contrário, certifique-se de estar usando um resfriador de CPU a ar ou líquido com a potência adequada e que sua pasta térmica foi aplicada recentemente de forma correta. Se perceber utilização elevada da CPU, tente reduzir a predefinição de codificação ou considere a atualização do seu processador. Recomendamos a geração atual do processador Intel® Core™ i7 ou superior como ponto de entrada para rodar jogos e transmitir simultaneamente.

Sempre que você precisar relembrar como interromper o buffering durante a transmissão, volte aqui para uma atualização.

Informações de produto e desempenho

1

O desempenho varia de acordo com o uso, a configuração e outros fatores. Saiba mais em www.Intel.com.br/PerformanceIndex.

2

Os recursos e benefícios das tecnologias Intel® dependem da configuração do sistema e podem requerer hardware habilitado, software específico ou ativação de serviços. O desempenho varia dependendo da configuração do sistema. Nenhum produto ou componente pode ser totalmente seguro. Consulte o fabricante ou o revendedor de seu sistema ou saiba mais em https://www.intel.com.br.

3

*Outros nomes e marcas podem ser propriedade de outras empresas.