Como fazer streaming

Mostre suas habilidades em games montando uma transmissão ao vivo que qualquer pessoa possa assistir.

Quer mostar seu talento em games? Graças a serviços de streaming como Twitch, Mixer e YouTube, qualquer pessoa com um hardware de PC completo e um pouquinho de paciência, pode começar a transmitir suas sessões de games para o mundo.

Streaming não é apenas ostentação. É também promover um senso de comunidade em torno de interesses comuns, seja matando dragões em Skyrim ou competindo em campanhas de games como Overwatch. Os serviços de streaming como o Twitch atraem até 15 milhões de espectadores por dia em busca de torneios de games on-line, playthroughs (demonstrações) e até de sessões solo, nas quais as pessoas podem reunir-se e conversar sobre praticamente qualquer assunto.

Quer você esteja interessado em juntar-se ao grupo dos melhores divulgadores, ou deseje apenas passar o tempo on-line com alguns amigos, é muito fácil para qualquer pessoa montar um live stream. Siga as instruções abaixo para aprender como fazer streaming de games.

Os fundamentos do streaming

Você está querendo entrar para uma comunidade que adora jogar o mesmo game? Buscando feedback sobre suas estratégias no game para tornar-se um jogador melhor? Ou talvez você queira alcançar fama e fortuna? Qualquer que seja o motivo para você começar a fazer streaming, serviços como Twitch e Mixer estão prontos para recebê-lo, porque sua motivação é o que mantém o streaming on-line ativo e efervescente.

Não se esqueça de comunicar a seus seguidores, mesmo que sejam poucos, quando você está planejando fazer a transmissão. A manutenção de um cronograma é um elemento essencial para conquistar um público ou manter seus amigos envolvidos, e a melhor maneira de promover isso é tendo uma certa consistência. A escolha de um dia da semana e uma determinada hora desse dia também ajuda os espectadores a saber quando planejar a sintonização e curtir. E o melhor de tudo, você pode retransmitir tudo explicitamente para o seu perfil, embora você possa decidir se deseja manter aquele compromisso.

Além da frequência, pense sobre o tipo de streamer que você gostaria de ser. Você passa a maior parte do tempo calado, percorrendo os objetivos do game e fazendo alguns comentários aqui e ali? O streaming permite que você faça isso, exatamente como faria em casa com alguns amigos em um momento relax. Ou sua especialidade é representar um diálogo estranho com os personagens não jogáveis no seu MMO preferido? O streaming existe para despertar esse tipo de criatividade, e certamente há alguém que considere que vale a pena assistir.

Se você deseja juntar-se às legiões de jogadores de competições, os serviços como Twitch e Mixer oferecem diretórios que você pode examinar para saber quem são as pessoas que gostam de jogar. Você pode usar o diretório para fazer uma pesquisa rápida do seu game preferido para obter alguma percepção sobre o que as pessoas gostam de assistir sobre esse título.

O que você precisa para começar a transmitir

Você não precisa montar uma plataforma pesada para streaming, desde que seu hardware atual atenda aos requisitos mínimos, nem precisa comprar qualquer software. Aqui está o que você vai precisar:

1. Hardware

A maioria dos games é otimizada para rodar em uma CPU de quatro núcleos, e são necessários cerca de dois núcleos para streaming, portanto, para melhores resultados, uma máquina equipada com um processador Intel® Core™ i7 ou superior, com pelo menos 8 GB de RAM é suficiente para jogar games e fazer streaming ao mesmo tempo. Se você deseja ter menos dificuldades no seu desempenho com games, um processador Intel® Core™ i9 contribui para uma experiência ainda mais estável.

Se você está achando, após várias sessões de streaming, que seu hardware pode receber uma pequena atualização, existem plataformas pré-fabricadas criadas especialmente para fazer streaming e jogar ao mesmo tempo. Se você prefere levar suas habilidades em games com você a qualquer lugar, ou se não dispõe de muito espaço para dedicar a um monitor, gabinete e periféricos que os acompanham, existem também diversos notebooks para games disponíveis que podem realizar essa função.

Por outro lado, se você considera que já criou sua plataforma perfeita e preferiria ter todos os seus recursos dedicados à sua experiência com games, você pode construir um PC separado ou comprar um mini PC com todos os componentes corretos. Empresas como Shuttle, Simply NUC e Acer associaram-se à Intel e ao fabricante de software para streaming Streamlabs para produzir máquinas com especificações apropriadas capazes de executar todo o trabalho pesado de streaming, inclusive a captura e codificação de vídeos para a web. Mas não esqueça do segundo monitor e de outro conjunto de periféricos.

2. Software

Antes de instalar qualquer software de streaming, você precisará dedicar um minuto para verificar a velocidade de sua conexão com a Internet. A forma mais fácil de fazer isso, é utilizando um serviço de teste de velocidade, como o adequadamente chamado Speedtest.net, que lhe fornecerá um número para as velocidades de upload e download. Após realizar o teste, você deverá ajustar suas configurações de taxa de quadros e resolução de acordo com esses números. Converta o número de "Mbps" em "Kbps" para fazer a referência cruzada dele com um recurso como a prática tabela de conversão do Twitch ou do Mixer .. Essas tabelas também direcionam você para o tipo de streaming que sua configuração suporta e se você fará streaming de um game baseado em ação rápida ou em um turno estático, já que o primeiro requer uma taxa de bits maior. Pense na possibilidade de ter um buffer de cerca de 500 kbps sobressalente, uma vez que precisará desse mínimo apenas para conectar-se.

Não se preocupe se não acertar nos números da primeira vez. Você poderá otimizar as configurações cada vez que fizer streaming. Poderá até decidir alterar os parâmetros de acordo com o tipo de game que estiver jogando. Por exemplo: um atirador em primeira pessoa move-se mais rapidamente do que um jogo de cartas on-line, como Hearthstone, portanto, você pode aumentar sua taxa de bits para lidar com as mudanças de cenas e reduzir a resolução de algo como 1920x1080 para 1609x900.

Em seguida, você precisará fazer download de um pacote de streaming. Para os novatos, o Open Broadcast Software (OBS) é de fácil navegação e está equipado com recursos úteis, tais como um estúdio de vídeo ao vivo que permite escolher uma das transições predefinidas (ou você pode carregar sua própria) e Cenas personalizáveis, que permitem que você configure suas próprias predefinições para fazer streaming de diferentes tipos de conteúdo. Você também pode importar configurações de outras aplicações de streaming que você prefira instalar em outro lugar. Se tudo isso parecer coisa demais para decidir quando, na verdade, você quer apenas fazer streaming, a Intel oferece o Assistente Easy Streaming, que configura o OBS com cenas armazenadas e ajusta automaticamente as configurações do seu hardware de acordo com sua CPU.

O OBS oferece uma opção útil capaz de melhorar a qualidade do seu streaming utilizando a potência da sua CPU. É muito fácil de configurar. No painel de configurações em Saída, selecione as configurações Avançadas no menu suspenso do modo de Saída. A partir daí, utilize um recurso do seu serviço de streaming, como as diretrizes de configuração do Twitch, para preencher o máximo de opções que puder. Em seguida, selecione uma opção do menu suspenso Predefinição do uso da CPU. As opções variam desde ultrarrápida até muito lenta. A ultrarrápida conferirá ao streaming um poder de computação mínimo, resultando em streaming de qualidade menor, ao passo que a muito lenta exige mais poder de computação, mas transmitirá uma jogabilidade de qualidade melhor. Mais uma vez, não é preciso preocupar-se muito com a opção que escolher, pois estas configurações podem ser ajustadas a cada sessão de streaming. Caso você esteja operando com configurações de hardware mínimas e deseje uma opção de predefinição mais elevada, tente utilizar a opção de codificação Intel® Quick Sync Video, disponível na guia Gravação da mesma página de configurações de Saída. Isso ajudará a reduzir a tensão no seu sistema liberando quaisquer recursos disponíveis para streaming. Contudo, se você não vir o Quick Sync Video no menu suspenso, na opção Codificador, significa que ele não está disponível para seu hardware.

O OBS não é o único pacote de streaming disponível. Muitos streamers também gostam do Streamlabs OBS (SLOBS) por causa da facilidade do seu processo de integração e do acesso a recursos como alertas pop-up, que o OBS não oferece de forma nativa (embora exista uma solução alternativa). Por outro lado, o SLOBS não possui um modo de estúdio, como o OBS. Outra aplicação de streaming, Bebo, não oferece tantos recursos quanto o OBS ou o SLOBS e apenas faz streaming para o Twitch. Mas como possui menos requisitos de hardware para o sistema, também é muito popular entre os iniciantes.

3. Acessórios

Se você está empenhado na criação de um público on-line, precisará de uma webcam externa, como a Logitech HD Pro Webcam C920, uma opção muito comum, ou a Razer Kiyo, que possui luz integrada para iluminar seu rosto. Mesmo que esteja usando um notebook, você deve pensar em uma câmera externa, pois as webcams integradas em geral não oferecem uma taxa de quadros muito elevada e a imagem aparecerá picotada na sua transmissão. Mas se o que você quer é fazer uma transmissão de alta qualidade com vídeo muito nítido, escolha uma câmera especial como a Logitech 4K Pro Webcam, que é compatível com streaming 4K de alta definição, ou uma DSLR, como a Canon EOS 5D Mark IV. Neste caso, a iluminação também faz diferença, pois ajuda tanto as câmeras web quanto as DSLRs a manter o foco no seu rosto.

Para conectar-se com seus espectadores, você também precisará de uma boa entrada de áudio para uma comunicação perfeita. Muitos usuários de streaming tendem a investir em microfones com qualidade de estúdio, dignos de maratonas de podcasts, como o Blue Yeti ou o Razer Seiren X, que tem preço um pouco menor. Existe também um sem-número de fones de ouvido excelentes para games com microfones integrados, como o Antlion ModMic 5, um fone de ouvido modular muito interessante, e o Astro A40 TR, que vem com seu próprio mixer, que se conecta ao PC e ajuda a filtrar o áudio. Cada um desses microfones capta o som de forma ligeiramente diferente; os microfones de pé, por exemplo, são melhores se você fica parado na sua mesa, ao passo que um microfone integrado a um headset para games pode ser uma opção melhor para um jogador que se movimenta.

Como configurar seu streaming

Depois de decidir o que vai transmitir e reunir todos os ingredientes necessários para fazê-lo, é hora de cadastrar-se em uma conta de streaming.

Em seu navegador, vá até o serviço que deseja usar, seja Twitch, YouTube ou Mixer. Cadastre-se em uma conta. Ao inserir seu nome de usuário, certifique-se de escolher algo que represente você e o conteúdo que está transmitindo, pois seu nome de usuário fará parte do seu link.

Insira o restante das informações que o serviço precisa de você, como seu e-mail e data de nascimento, e envie. Depois que você se cadastrar, a maioria dos serviços de streaming perguntará sobre seus games preferidos, na tentativa de saber o que você gosta de assistir e o que você provavelmente vai transmitir.

Depois que você estiver cadastrado e classificado, é hora de criar seu perfil. Websites como Twitch e Mixer permitem que você personalize sua página para que as pessoas saibam quem você é antes de sintonizar no seu streaming. O Twitch, por exemplo, permitirá que você utilize markdown e imagens personalizadas para transformar seu perfil em uma página inicial simples. Mesmo que você decida não personalizar totalmente sua página de perfil, considere a possibilidade de utilizá-la para transmitir informações relevantes a seu público, como quando eles devem sintonizar e onde podem seguir você quando você não estiver on-line.

Como conectar-se a um serviço de streaming

Depois que se sentir à vontade com sua nova conta, é hora de preparar-se para fazer streaming. Serviços como o Twitch e o Mixer exigem que a chamada “chave de fluxo” seja ativada antes de você começar. Ela geralmente está escondida nas configurações da sua conta de streaming; no Twitch ela fica nas configurações de Canal e no Mixer, fica em Painel de Transmissão. No YouTube, ela está nas opções de Configuração do codificador. Se estiver usando outro serviço, uma busca rápida por “chave de fluxo” e o nome do serviço que você está usando devem ajudar a encontrar o caminho.

Se estiver usando OBS para fazer streaming, vá até o painel Configurações para inserir sua chave de fluxo. Selecione a categoria "Stream", na parte superior da página, certifique-se de que o serviço que você está usando esteja selecionado e que as configurações do servidor estejam em “Auto.” (Alguns serviços também permitem que você selecione seu servidor conforme a região a partir do menu suspenso.) Cole sua chave de fluxo no campo apropriado – o OSB oferecerá sugestões de configuração de streaming de acordo com a sua configuração, que você pode implementar automaticamente. Depois, clique em “Aplicar” no canto inferior direito para salvar suas alterações.

Se escolher a opção de configurações automáticas do servidor, você não precisará se preocupar muito em ajustar as configurações da sua taxa de bits. Mas se desejar verificá-las, escolha a opção Saída à esquerda do painel de configurações. Usuários de streaming experientes podem contar com um modo Avançado, que dispõe de ajustes para elementos como trilhas de áudio separadas, buffer e muito mais. Depois que você aplicar suas mudanças, saia do painel de configurações e vá para a página principal.

Como configurar streaming ao vivo

Se você já chegou até aqui, temos excelentes notícias: você está a poucos passos de fazer streaming. Agora que a chave de fluxo está conectada a uma aplicação do desktop e seu perfil de streaming aparece ocupado para o resto do público, prepare-se para entrar ao vivo fechando sua aplicação de streaming e depois abrindo seu game no PC.

Se estiver usando o OBS, abra-o novamente e vá até Fontes, na área inferior esquerda da aplicação e clique no botão “+”. Escolha o que será exibido na cena em branco que ocupa a maior parte da página. Se seu game estiver carregado em segundo plano, você poderá configurar a opção “Captura de game” para fazer streaming daquela janela específica. Selecione-a como sua fonte e uma janela de diálogo se abrirá com mais opções.

Na janela de diálogo, próximo à primeira entrada denominada “Modo”, selecione a opção “Captar janela específica” para que ela seja configurada para aquele título específico. Depois, próximo a Janela, selecione o nome do game que você está jogando. Não se preocupe com as outras opções que vêm depois dessa – clique em “OK” para voltar à página principal. Observe que quando você acionar o OBS para fazer streaming de um game diferente, você terá que mudar as configurações de captura para que ela indique o novo título.

Em seguida, certifique-se de que o OBS esteja usando o microfone correto para a captura de áudio. No painel localizado no meio da parte inferior, em “Mixer,” clique no ícone da engrenagem próximo a Mic/Aux ou clique com o botão direito do mouse na opção e depois selecione Propriedades. Outra janela se abrirá com a opção de escolher seu dispositivo de áudio. Clique no menu suspenso para selecionar um microfone externo e depois clique em OK quando terminar. Certifique-se de ajustar também o volume do áudio do seu PC para que a música e os efeitos sonoros do que aparece na tela não se sobreponham ao seu diálogo.

Se você optou por uma visualização via webcam durante o streaming, selecione novamente o botão “+” em Fontes e depois selecione a opção de adicionar um dispositivo de Captura de vídeo. Como na primeira opção, na qual você configurou o modo de Captura de game, aparecerão opções de câmera. Se aparecer uma visualização ao vivo na mesma janela, você obteve êxito e pode pressionar “OK” para retornar à tela principal. Você verá o feed da webcam preencher a visualização da cena existente na tela principal do OBS e pode movê-la pela área e redimensioná-lo enquanto ela se ajusta. (Se não conseguir ver a visualização, certifique-se de que o ícone de olho próximo à opção não esteja marcado com um “x”.) É uma forma amigável de não monopolizar os recursos dos seus espectadores.

As fontes são organizadas em camadas na visualização da cena e é possível movê-las para cima e para baixo, dependendo de onde você deseja que elas sejam exibidas. Também é possível redimensionar manualmente a resolução de cada fonte na visualização da cena para adaptá-la às diferentes taxas de proporção e de quadros. Mais tarde, é possível adicionar mais fontes para sobrepor às janelas do game, tais como arquivos de vídeo, imagens e janelas do navegador, usando os mesmos passos descritos acima. Não se esqueça: quanto mais conteúdo você adicionar, mais tensão para seu streaming.

Se a janela de visualização da cena parecer uma amostra de alguma coisa que você sintonizou, pressione o botão denominado “Iniciar streaming” para dar início à transmissão. A tela do seu game e a webcam começarão a transmitir ao vivo. Existem apenas alguns segundos de atraso entre o que você está fazendo e o que o público vê, portanto não há muito risco de erro. Contudo, tente não pensar demais nisso. É mais fácil dizer do que fazer, mas após algumas dezenas de sessões solo de streaming, você perceberá que fica mais à vontade a cada sessão.

Quando terminar sua transmissão, mude da janela do game para o OBS e pressione “Parar streaming” no painel de opções à direita. Observe que o OBS não salva um vídeo da sua sessão, embora alguns serviços de streaming, como o Twitch, mantenham suas gravações por algum tempo.

Algumas dicas úteis para solucionar problemas

O lado bom de escolher o OBS é que a equipe de desenvolvimento que está por trás da aplicação já reuniu uma vasta lista de dicas sobre como solucionar problemas comuns. Existem até diagramas úteis para o usuário que explicam o que está acontecendo para aqueles que não gostam muito de tecnologia.

Porém, se você não quiser se aprofundar muito, aqui estão algumas coisas para ter em mente: se acha que está tendo problemas de largura de banda durante o streaming, tente recorrer à potência da sua CPU para ela ajudar com a transmissão usando as orientações mencionadas anteriormente no processo de instalação. Se considerar que ainda está perdendo quadros, tente fazer streaming a uma taxa de quadros menor, como 30 quadros por segundo. Não é preciso carregar a jogabilidade com as configurações máximas recomendadas (se houver recomendação), reduzir um pouco permitirá largura de banda suficiente para transmitir seu game. Se mesmo assim não resolver, considere fazer uma atualização completa do seu hardware, lembre-se de que um processador Intel® Core™ i7, no mínimo, ou superior é necessário para fazer streaming de games na maioria das plataformas.

Se entender que está gostando da companheirismo da sua comunidade de streaming on-line, você pode pensar em fazer um upgrade do seu equipamento para um kit de desempenho mais elevado. Então, depois de construir sua nova plataforma, você poderá usar estas mesmas instruções para montar sua máquina melhor e mais rápida para streaming novamente.

Saiba mais

Solução de problemas de streaming com a Intel

Solucione problemas comuns em videogames e de streaming para gamers: travamento de games, retardo excessivo, problemas de áudio e falhas visuais.

Saiba mais

Vá até a essência dos games

Receba recomendações de profissionais internacionais de games e de peritos em tecnologia de games da Intel. Tudo que está relacionado a seus games pode fica muito melhor.

Continuar lendo

Compre sistemas prontos para streaming

Acer Predator PT917-71-92VU Black Hybrid (2-in-1) 43.9 cm (17.3") 3840 x 2160 pixels Touchscreen 9th gen Intel® Core™ i9 32 GB DDR4-SDRAM 1024 GB SSD Windows 10 Home

  • 9th gen Intel® Core™ i9 Processador
  • 1024 GB Capacidade
  • 32 GB Memória
  • 4,5 kg Peso
  • Windows 10 Home Sistema operacional
Compare agora

Avell A65-9 RTX MUV Silver Mobile workstation 39.6 cm (15.6") 1920 x 1080 pixels 9th gen Intel® Core™ i9 16 GB DDR4-SDRAM 512 GB SSD

  • 9th gen Intel® Core™ i9 Processador
  • 512 GB Capacidade
  • 16 GB Memória
  • 2 kg Peso
  • Não Sistema operacional
Compare agora

Avell C65-9 MUV RTX Black Mobile workstation 43.9 cm (17.3") 1920 x 1080 pixels 9th gen Intel® Core™ i9 16 GB DDR4-SDRAM 512 GB SSD

  • 9th gen Intel® Core™ i9 Processador
  • 512 GB Capacidade
  • 16 GB Memória
  • 2,5 kg Peso
  • Não Sistema operacional
Compare agora

Avell G1550-9 RTX MUV Silver Notebook 39.6 cm (15.6") 1920 x 1080 pixels 9th gen Intel® Core™ i9 16 GB DDR4-SDRAM 512 GB SSD

  • 9th gen Intel® Core™ i9 Processador
  • 512 GB Capacidade
  • 16 GB Memória
  • 2 kg Peso
  • Não Sistema operacional
Compare agora

Avell G1750-9 RTX MUV Black Notebook 43.9 cm (17.3") 1920 x 1080 pixels 9th gen Intel® Core™ i9 16 GB DDR4-SDRAM 512 GB SSD

  • 9th gen Intel® Core™ i9 Processador
  • 512 GB Capacidade
  • 16 GB Memória
  • 2,5 kg Peso
  • Não Sistema operacional
Compare agora