Como escolher o melhor notebook para produção de música

Escolha o notebook perfeito para dar vida a seus sonhos musicais.

Graças ao software de workstation de áudio digital, o notebook correto pode criar ou gravar trilhas musicais com qualidade profissional.1

Quer esteja gravando contrabaixo, hip-hop ou um quarteto clássico, você já pode produzir praticamente qualquer tipo de música em um notebook. Mas embora qualquer notebook possa ser usado para produzir música em algum nível, quanto mais sérias forem suas ambições, mais seletivo você precisa ser ao escolher um notebook para a produção musical.

Em primeiro lugar, vamos entender o que você vai fazer com a música no seu notebook, depois examinaremos as opções básicas e identificaremos o software e os periféricos mais importantes.

Gravação, produção/composição ou execução?

Os músicos utilizam notebooks de diferentes maneiras. Muitos empregam uma abordagem tradicional, gravando trilhas a partir de microfones e instrumentos e depois mixando-os para criar o produto final. Músicos de hip-hop, pop e música eletrônica geralmente usam o notebook para produzir a maior parte dos verdadeiros sons – programando os sons em um sequenciador ou reproduzindo-os em um teclado MIDI ou touchpads conectados ao notebook. Mas eles ainda gravam vocais e outros sons usando microfones e os mixam com áudio gerado por computador e com frequência com trechos de gravações de outros artistas. Os DJs geralmente fazem tudo o que foi mencionado acima e também utilizam o notebook como um dispositivo de apresentação, muitas vezes acionando tudo com um controlador que possui touchpads e alguns discos do tipo prato para arranhar.

Todos esses aplicativos utilizam pacotes de software chamados workstations de áudio digital ou DAWs. Algumas DAWs são mas voltadas para gravações, outras mais para a geração de música no próprio notebook. Aqui está um excelente guia para selecionar uma DAW.

A cantora folclórica/compositora que deseja levar seu notebook com ela no metrô para gravar concertos no Brooklyn tem necessidades diferentes do produtor que quer reunir batidas de hip hop no estúdio montado em sua casa em Atlanta. Portanto, o primeiro passo deve ser decidir o que seu trabalho exige. A portabilidade é importante? Suas produções serão simples ou complexas? Seu notebook será utilizado em uma apresentação de música ao vivo?

Tamanho da tela

A tela é importante porque ela determina o tamanho do seu espaço de trabalho visual. Quanto mais complexas forem suas produções, mais espaço de trabalho você precisa. Quase qualquer tela de notebook permitirá que você monitore de 6 a 10 trilhas de música confortavelmente, mas é quase impossível administrar 30 trilhas em uma tela pequena.

  • Telas menores (10–13 polegadas na diagonal) podem ser acomodadas com facilidade em mochilas. Para gravações e mixagens básicas, um monitor pequeno está bem.
  • Notebooks de tamanho médio (14–16 polegadas) em geral representam o equilíbrio entre portabilidade e desempenho.
  • Notebooks grandes (17–18 polegadas) são excelentes para produtores de música que necessitam monitorar dezenas de trilhas de uma só vez, o que é a norma no hip-hop, pop e música eletrônica.

   Mobilidade

Se você planeja utilizar seu notebook para gravações ou apresentações ao vivo, um modelo menor é em gral uma opção melhor porque é mais fácil de carregar e ocupa menos espaço no palco. Outra consideração nessas aplicações é a autonomia da bateria. Ela não é importante em residências ou clubes, onde há uma tomada próxima, mas pode ser fundamental para a gravação móvel. Além disso, se você planeja utilizar seu notebook para uma apresentação ou uma gravação em clubes, é uma boa ideia escolher um modelo com teclado retroiluminado.

Mac ou Windows?

Os MacBooks são rápidos e confiáveis, embora existam notebooks Windows igualmente potentes, geralmente por preços mais acessíveis. Essa escolha depende principalmente de dois fatores: seu orçamento e o software que você prefere usar. Observe que estúdios de música profissionais tendem a usar Macs, portanto, se você pretende trabalhar juntamente com estúdios profissionais – gravando algumas trilhas em uma sala grande ou contratando um profissional para mixar sua gravação – um Mac pode ser uma opção mais segura, apesar de os arquivos de áudio das máquinas com Windows poderem ser transferidos para sistema operacional Mac e vice-versa.

É possível encontrar mais informações no artigo sobre PC versus Mac ›

Processador

A produção musical pode colocar uma carga pesada sobre uma CPU ou processador, que é o coração de qualquer computador. Obtenha o melhor e o mais potente processador dentro do seu orçamento porque ele raramente pode ser atualizado mais tarde. Quanto mais complicadas forem suas produções, mais importante é a CPU. Fazer a mixagem de uma música com 30 trilhas, diversos instrumentos e muitos efeitos de áudio digital exige um computador potente.

Existem duas medidas de desempenho do processador para ter em mente. Uma delas é o número de núcleos. Cada núcleo pode processar dados de forma independente, portanto o acréscimo de núcleos aumenta sensivelmente o poder de processamento. Um processador quad-core é a melhor opção para a produção musical. A outra medida é a velocidade do clock, que geralmente varia entre 2,4 e 4,2 GHz. Quanto mais rápido, melhor.

Em geral, um notebook mais compacto terá um processador menos potente, mas isso nem sempre é verdade.

RAM

A RAM, ou memória de acesso aleatório, armazena programas e dados temporariamente quando seu computador está ligado. Quanto mais complexo o programa, mais RAM ele exige.

Para a produção musical você precisa de pelo menos 8 GB e, preferivelmente, 16 GB de RAM, especialmente se estiver trabalhando com muitas trilhas gravadas e/ou instrumentos virtuais, ou empregando múltiplos efeitos em suas trilhas. Felizmente, a RAM é um dos componentes mais fáceis de atualizar em um computador, mas todo notebook tem seus limites. É melhor escolher um que possa acomodar no mínimo 16 GB de RAM.

Armazenamento: HDD ou SSD?                                                                                    

Os arquivos de áudio gastam muito espaço de armazenamento: somente uma música complicada pode facilmente ocupar 1 GB. É por isso que é uma boa ideia ter pelo menos 1TB de espaço disponível para armazenamento.

O modo como esse armazenamento é organizado, é outra questão. Suas opções são um disco rígido convencional (HDD), que utiliza um ou mais discos giratórios internos, uma unidade de estado sólido (SSD) sem partes móveis ou um HDD externo, que se conecta a seu notebook por meio de USB.

Uma SSD é capaz de ler e gravar dados muito mais depressa do que um HDD e é mais silenciosa e mais confiável. Entretanto, o preço de uma SSD é geralmente cinco vezes superior por GB do que o de um HDD. Uma solução, se seu notebook permitir, é ter uma SSD de 128 ou 256 GB e um HDD de 1 TB. Dessa forma, a inicialização e carregamento de programas a partir da SSD são ultrarrápidos e você tem muito espaço de armazenamento para arquivos de música no HDD.

Outra solução é guardar seus arquivos de música – ou pelo menos os arquivados – em um disco rígido externo. Esse método aumenta a complexidade, mas deixa que você acrescente mais espaço de armazenamento quando precisar dele e permite que você opte por um computador menor e mais fino.

Portas

Para fazer a interface de um notebook com microfones, instrumentos e outros dispositivos de áudio, você precisará de uma interface de áudio que se conectará ao notebook por meio de uma porta USB. Caso esteja produzindo música diretamente no notebook, você também utilizará USB para conectar-se a um teclado, pads de MIDI (para tocar ritmos) e controladores de DJ. Muitos profissionais de música gostam de utilizar superfícies de controle, que oferecem uma interface física muito semelhante a uma mesa de mixagem, em vez de usar o mouse para controlar suas gravações e mixagens de áudio.

Os notebooks vêm com no mínimo duas portas USB, mas obviamente você pode querer mais, especialmente se desejar conectar periféricos, como um teclado ou mouse com fio ou um disco rígido externo. As portas USB de qualquer computador podem ser ampliadas conectando-se um hub de USB, mas para os usuários portáteis, esse será mais um dispositivo para carregar.

Conectores para alto-falantes/headphones

Surpreendentemente, esses recursos não importam muito em um notebook utilizado para produção musical. Os alto-falantes integrados a notebooks são dispositivos de qualidade muito baixa, que só estão lá para o caso de você não ter mais nada com o que ouvir. Nada terá bom som por meio deles, e se você tentar ajustar suas mixagens para soarem bem por eles, a música provavelmente terá um som estranho quando reproduzida em alto-falantes de boa qualidade. Você pode usar o conector de headphone integrado ao notebook, porém, na maioria dos notebooks. o amplificador ligado ao conector do headphone tem baixa qualidade e pode tirar um pouco o som do seu headphone.

Felizmente, a maioria das interfaces de áudio tem conectores de headphone, bem como conexões que permitem fixar um conjunto de alto-falantes de monitor de alta qualidade que permitirão que você faça mixagens com som de alta qualidade. Por que não é uma certa loucura investir horas na escolha do notebook correto e centenas de horas na produção de uma peça musical para depois ouvi-la em alto-falantes de baixa qualidade?

Trilhas finais

Depois de escolher o notebook, a interface de áudio e o software DAW que sejam melhores para suas necessidades, você estará pronto para criar produções musicais com qualidade de estúdio. Na verdade, grande parte das músicas que você ouve no rádio é criada usando nada mais que isso. Você só precisa acrescentar sua própria criatividade e imaginação.

Experimente o benefício dos dispositivos acionados pela Intel

2 em 1

Um 2 em 1 equipado com um processador Intel® Core™ combina o desempenho de um notebook com a ultra mobilidade de um dispositivo finíssimo e elegante. Com uma série de designs inteligentes e elegantes e diversos tamanhos de tela, existe sempre um 2 em 1 com Intel® para atender a qualquer estilo de vida.

Saiba mais

All-in-one

O PC all-in-one com processador Intel® combina os melhores recursos de todos os seus dispositivos em uma usina de força de computação versátil. Simplificação de um sistema de desktop completo em um dispositivo elegante e potente.

Saiba mais

Desktops

De dispositivos de bolso até torres de alto desempenho, os desktops com a tecnologia Intel® estão disponíveis em uma variedade de pacotes para qualquer necessidade. Os desktops mais recentes lhe dão liberdade para armazenar, criar e compartilhar seu conteúdo mais precioso.

Saiba mais

Notebooks

Aproveite as possibilidades portáteis com os novos notebooks com os processadores Intel® Core™. Equipado com potência e capacidade de resposta sem precedentes, você poderá elevar sua produtividade, criatividade e entretenimento a um novo patamar.

Saiba mais

Informações de produto e desempenho

1

Os recursos e benefícios das tecnologias Intel® dependem da configuração do sistema e podem requerer hardware habilitado, software específico ou ativação de serviços. O desempenho varia dependendo da configuração do sistema. Nenhum produto ou componente pode ser totalmente seguro. Consulte o fabricante ou o revendedor de seu sistema ou saiba mais em https://www.intel.com.br.